Todo o Algarve

5ª edição do FICSAM – Festival internacional de cinema e saúde mental

28 Setembro 2017 | Fuente: ARS Algarve

A 5ª edição do FICSAM | Festival Internacional de Cinema e Saúde Mental decorre nos dias 5, 6, 7 e 8 de Outubro no Museu Municipal em Faro e nos dias 12, 13 e 14 de Outubro, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa.

A organização recebeu centenas de filmes oriundos de todo o mundo e selecionou 50 para serem exibidos. Entre as películas selecionadas encontram-se documentários, ficção, animação, videoclips e ainda filmes realizados por alunos de escolas de cinema nacionais e internacionais.

O FICSAM pretende, através das artes, nomeadamente o cinema, contribuir para sensibilizar o público em geral para as questões relacionadas com a saúde mental, promover a reflexão, combater o estigma e a discriminação associada a este tipo de problemáticas e contribuir para promover os direitos humanos das pessoas com doença mental grave.

O FICSAM decorre anualmente, paralelamente às comemorações do Dia Mundial da Saúde Mental, 10 de Outubro. Este ano o tema proposto pela World Mental Health Federation é “A Saúde Mental no Local de Trabalho”. Este tema enfatiza o valor de promover o bem-estar em todos os ambientes de trabalho. Um local de trabalho saudável beneficia os trabalhadores e os empregadores. As doenças mentais podem ser diagnosticadas e tratadas de forma eficaz, e a maioria das pessoas com estas doenças pode recuperar e levar uma vida gratificante sendo cidadãos produtivos nas suas comunidades.

A abertura oficial do Festival em Faro, está prevista para as 15 horas do dia 5 de Outubro (quinta-feira) com a atuação de Mynd7, João Santos, formando do Centro de Reabilitação Profissisonal da ASMAL (Associação de Saúde Mental do Algarve), uma exposição de fotografia intitulada “Saúde Mental no Trabalho – Testemunhos de Recovery” e um workshop de teatro inclusivo dinamizado por Nídia Gonçalves, coordenadora do grupo Teatro do Sotão. Será possível ainda ver uma exposição da pintora PULITA acerca da vida e obra do poeta António Ramos Rosa, intitulada “Diálogos com o Universo”, uma exposição de fotografia que retrata diferentes patologias mentais de Andreia Alberto intitulada “Realidades Distintas” e uma exposição de poesia de Ricardo Guerreiro intitulada “Lamúrias de um Tempo Perdido”.

Em Lisboa, na Fundação Calouste Gulbenkian, a abertura oficial está prevista para o dia 12 de Outubro, às 10.00, no auditório 3, seguida da exibição de três documentários, Clausura, acerca da depressão nos artistas e da influência do seu processo criativo, Like I´m Flying sobre terapia através da dança e The Body Therapy sobre o processo terapêutico através da abordagem corporal transpessoal.

Opinião dos nossos leitores

Dê-nos a sua opinião

Incorrecto
NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.todooalgarve.com reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.todooalgarve.com

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.