Todo o Algarve

Como saber qual a melhor máquina de café doméstica

19 Março 2019 | Publicado : 15:34 (12/03/2019) | Actualizado: 18:36 (19/03/2019)

Nove em cada dez pessoas não passa sem o seu café que o torna quase como uma necessidade diária. Esta bebida tão antiga e ao mesmo tempo atual, nunca nos deixou de impressionar e surpreender pelo seu sabor inconfundível e único.

Hoje em dia já não há a necessidade de nos deslocarmos ao café mais próximo, e por vezes à pressa, para degustarmos desta bebida tão original. Já existem tantas máquinas de café no mercado que é rara a casa ou escritório que não tenha uma. E para todos os gostos, desde a máquinas de café manuais, de cápsulas, automáticas, e até as mais “velhinhas” como as de filtro.

Máquinas há muitas, agora, escolher uma boa máquina de café que seja económica, prática, rápida e com necessidade de pouca manutenção, e que além de tudo nos dê um café de sabor autêntico, é uma tarefa mais difícil. Há que tentar perceber os prós e contras de algumas máquinas de café, para encontrar a que melhor se adapta a si e às suas preferências.

De quatro máquinas de café que mais lhe despertam interesse, estude o que tem de bom e de menos bom para conseguir escolher a melhor candidata para o seu café. Para ajudá-lo na escolha, eis os principais tipos de máquinas de café existentes no mercado nos dias de hoje.


Máquinas de Cápsulas

Existem imensas máquinas de café de cápsulas de variadas formas e cores, comercializadas por várias marcas. Aqui a escolha difícil será escolher o design mais bonito.

Estas máquinas, “relativamente” recentes no mercado, apareceram para nos facilitar a vida porque primam pela facilidade do seu uso. De pouca manutenção, em que numa média semestral deverá fazer uma limpeza interna com um kit vendido na marca para esse propósito, é muito prática e não tem um preço muito elevado.

Não há necessidade de tentar perceber qual a quantidade exata de café porque essa medida vem inserida na cápsula. A medida certa de um café.

Esta máquina de cápsulas tem a vantagem de poder escolher se quer um café mais curto ou longo, dependendo do seu gosto.
Para não falar da variedade de sabores de café comercializados dos mais baratos aos mais caros. Café e não só. Existem também cápsulas de chá, de chocolate e com leite. Cápsulas para todos os gostos!

cafetera

Máquina de café manual

Esta máquina foi outrora uma das mais usadas nas casas de todo o mundo. Nessa altura não havia muita variedade de máquinas de café e muito menos se ouvia falar de café em cápsulas ou de pastilhas. É uma máquina que ainda tem muitos admiradores pelo facto de ser uma máquina mais duradoura, devido aos materiais de construção que são mais resistentes e é mais potente.
Além deste aspeto, com a máquina de café manual podemos tirar um café ao nosso gosto, mas forte ou mais fraco consoante a vontade e o gosto de cada um.

O café usado por esta máquina é mais aromático, com muitas opções de escolha no mercado, além de ser mais barato que o café de cápsulas. Há a hipótese de optar por moer café em grão, num moinho á parte, o que torna o café extremamente saboroso. Poderá também juntar leite e preparar um delicioso cappuccino.

Um dos fatores menos positivos é que esta máquina requer mais manutenção porque trabalha sob pressão, suja mais, porque é usado café em pó diretamente no manípulo e consome mais energia.

Mas se quer poder beber um café mais aromático e fresco, penso que este tipo de máquinas será a sua melhor opção.


cafetera

Máquina de café super automática

Tal como o nome indica este tipo de máquina de café faz tudo sozinha, daí chamar-se super automática. Rapidez e eficiência é o que melhor define esta máquina de café de uso doméstico. Basta carregar num botão e a máquina mói os grãos e extrai um café expresso cremoso, mas também permite a seleção de outras bebidas como cappuccino e latte macchiato. É tão fácil de ser utilizada que até mesmo uma criança pode fazer o café aos pais.

E tudo isto sem ter de moer o café, ou deitar fora o papel de filtro, sem restos de sujidade e sem qualquer preparação prévia. A limpeza do aparelho não é motivo de preocupação, pois possui um ciclo de limpeza automático, bastando carregar no botão.

Se não é um verdadeiro barista ─ esse tipo de pessoa apreciador do café expresso, tirado de forma manual com a utilização do manípulo, que requer mais tempo ─ mas antes prefere a preparação de um café rápida e facilmente para o seu merecido tempo de "coffee break", as máquinas super automáticas vão ao encontro dessa necessidade.

cafetera




Máquinas de café a filtro

Em tempos foi uma das máquinas mais usadas para o café matinal quer para uso doméstico ou profissional. Nos escritórios era a melhor opção para ter sempre café pronto, e que dava para muitas chávenas, bastando encher o depósito de água e colocar a quantidade de café que quiser no filtro.

Ainda hoje encontra-se uma grande variedade destas máquinas de filtro. È relativamente uma das mais baratas, prática, e que dá para fazer muito café de uma só vez. Bom para quem gosta de apreciar uma boa caneca de café logo de manhã para acordar!
O café usado para esta máquina é o mesmo que o da máquina manual e também tem a hipótese de moer café em grão num moinho, que o torna mais aromático.

O uso do filtro tem um senão, tira um pouco o sabor do café e fica um pouco mais fraco do que o café servido de outras máquinas.

Se na sua escolha de uma máquina de café a prioridade seja que tire muito café de uma só vez e mantê-lo quente, esta máquina é das melhores para isso.

cafetera



Cafeteiras Moka ou Italianas

Deverá existir uma cafeteira Moka em cada casa. Se não há na sua, aposto que haverá na dos seus Pais. É uma das cafeteiras mais conhecidas, mais antigas e com um funcionamento um pouco rudimentar. Mas é uma cafeteira bastante funcionável e portátil!

O funcionamento desta cafeteira é parecido ao da máquina de filtro, o sistema é idêntico, a diferença é que estas cafeteiras têm de ir ao lume para ferver a água, para assim se juntar ao café que é colocado na parte de cima. O café usado também é o mesmo, tem muitas opções de escolha de sabores e lotes e é mais barato, assim como a cafeteira.

O ponto mais negativo desta cafeteira é que é pouco resistente porque tem de ir ao lume que causa mais danos, e apesar de totalmente lavável, faz um pouco de sujidade provocado pelo café que fica no depósito. Estas cafeteiras fazem é uma quantidade limitada de café por possuírem um depósito pequenino. não fazem muitos cafés, em média dá para fazer dois cafés.

Para quem quer experimentar e fazer um café à moda antiga, a cafeteira Moka é uma boa experiência.


cafetera
Estes são alguns tipos de máquinas de café existentes para ajudá-lo na escolha, no momento de adquirir a sua máquina de café. Existem mais máquinas no mercado, mas estas são as mais escolhidas nos dias de hoje.

Lembre-se que não é suficiente comprar uma máquina barata para se sentir concretizado. Para conseguir uma experiência autêntica de degustação de um excelente café, é necessário saber se a máquina tem a capacidade para consegui-lo e qual o café que poderá usar. Duas questões muito importantes para os amantes do café!

Opinião dos nossos leitores

Dê-nos a sua opinião

Incorrecto
NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.todooalgarve.com reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.todooalgarve.com

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.